Associação Nacional de Municípios Portugueses
celebrou 30 anos entre Coimbra e a Figueira da Foz


(prima a imagem para obter o tamanho real)

Associação Nacional de Municípios Portugueses celebrou 30 anos. A celebração repartiu-se entre Coimbra e a Figueira da Foz, respetivamente cidades onde a ANMP tem a sede e onde foi constituída a 20 de Maio de 1984.
Do programa festivo, constou o descerrar de uma placa evocativa dos 30 anos, na sede da ANMP, seguida de uma sessão solene, na qual o presidente, Manuel Machado, lançou um desafio ao governo: a criação de serviços mínimos por município e por região.
Seguiu-se, depois, um desfile etnográfico e cultural de cerca de 40 coletividades de todo o país, num total de 800 participantes. Os grupos desfilaram em frente à sede da ANMP, junto ao Penedo da Saudade, e nas ruas pedonais da Baixa, atuando em frente à Câmara Municipal de Coimbra.
Na Baixa, teve lugar um dos momentos simbólicos mais relevantes do dia: a homenagem a D. Afonso Henriques, fundador da nacionalidade. A coroa de flores colocada junto ao túmulo do 1.º Rei de Portugal procurou mostrar o reconhecimento dos autarcas portugueses pelo monarca que primeiro contribuiu para a coesão territorial nacional.
A celebração prosseguiu na Figueira da Foz com a realização de um conselho diretivo que aprovou a homenagem aos anteriores presidentes e secretários gerais, bem como a todos os funcionários que, durante os 30 anos, serviram a ANMP. Esta homenagem, que decorreu de seguida, foi um momento emocionante, quer para os homenageados quer para os presentes, todos centrados no valor do Poder Local Democrático em Portugal e no papel desempenhado pela ANMP para a consolidação desse mesmo Poder Local.