COMUNICADO DE IMPRENSA


 OS PORTUGUESES NÃO AGUENTAM MAIS SACRIFÍCIOS

 

Coimbra, 13 de Setembro – Na senda das declarações proferidas ontem pelo Presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses, Fernando Ruas, a ANMP vem por este meio reafirmar as declarações do seu Presidente e alertar os Portugueses para os graves riscos que as novas medidas de austeridade vão implicar para os Cidadãos.

 

É entendimento da ANMP que o País não aguenta mais cortes e mais sacrifícios impostos aos Portugueses. As Câmaras Municipais, cada vez mais debilitadas nas suas receitas, não deixaram, até hoje de cumprir as suas obrigações junto dos seus munícipes e, em muitos casos, foram mais além, substituindo-se ao Estado nas funções sociais.

 

Depois das Famílias, as Autarquias estão na linha da frente da austeridade. É às Câmaras Municipais que os Cidadãos se dirigem em tempos de dificuldade. É esta situação que as 308 Autarquias do País vivem diariamente e, acreditamos, se irá agravar no próximo ano com as medidas do Governo agora anunciadas.

 

A ANMP reafirma que a Autonomia do Poder Local não pode ser posta em causa. As Autarquias precisam de continuar a cumprir as suas funções básicas e, cada vez mais, a acudir às populações que servem na sequência das inaceitáveis medidas de austeridade que estão a ser propostas.

 

Acreditamos que este não é o caminho e o Poder Local saberá mostrar a sua indignação em defesa dos Cidadãos.

 

Portugal precisa do Poder Local.

Vivam os Portugueses!

Viva Portugal!

Pelo Conselho Directivo da ANMP,

Fernando Ruas